Câmeras de Segurança as Diferentes tecnologias

As diferentes tecnologias de Câmeras de Segurança: ANALOGÍCA, DIGITAL, HDCVI, HDTVI, AHD, FULL HD e IP.

Segurança é um tema que merece preocupação extra. A inovação no setor de segurança eletrônica é rápida e os sistemas são cada vez mais complexos, para atender as necessidades de segurança atual. Pensando nisso, nós da Automatização Predial elaboramos este artigo com o principal objetivo de explicar as diferenças entre estas tecnologias na fabricação de Câmeras de Segurança.

A qualidade de uma imagem, muita vezes só é percebida por comparação. A esquerda a imagem com uma câmera Digital a direita com uma câmera HD.

A novidade do mercado de câmeras de segurança é a tecnologia de imagem padrão HD. Com esta tecnologia se tem uma imagem mais nítida, ajudando principalmente na identificação de intrusos ou qualquer ação suspeita.
Enquanto uma câmera comum, com padrão de imagem digital, a qualidade da imagem chega a 600 linhas de resolução as câmeras com tecnologia de imagem HD tem 1080 linhas de resolução. Estas câmeras podem ser instaladas aproveitando toda a rede de cabeamento do sistema de câmera analógico.

Uma resolução de imagem maior, na prática resulta em uma melhor nitidez da imagem quando se necessita fazer uma ampliação de um ponto da cena. Um exemplo: visualizar a placa de um carro que aparece em uma cena. Com uma câmera comum, ao se fazer o zoom, a imagem fica distorcida, sem condições de se identificar os números da placa. Com a imagem no padrão HD, com umas 1000 linhas de resolução, mesmo quando se faz a ampliação de um ponto da imagem a nitidez continua.

Outro avanço tecnológico é que as novas câmeras de segurança tem incorporado à sua lente um elemento de sensibilidade à luz, que ativam feixes de infravermelhos (IR) para “iluminar” o local na falta de luminosidade do ambiente.

Câmera com infravermelho.

O infravermelho emite uma luz não visível ao olho humano, permitindo a câmera enxergar a uma distância de até 30 metros no escuro absoluto. Não sendo necessário a instalação de refletores.

Nos últimos anos a industria da segurança eletrônica evoluiu muito. Temos ouvido cada vez mais termos como: HDCVI, HDTVI, AHD, FULL HD e IP.

E muitos se perguntam se estas tecnologias possuem compatibilidade entre si. Na verdade não. Embora a industria já tenha dado soluções de compatibilidade com adaptadores. Não recomendamos misturar tecnologias diferentes em um projeto de segurança por câmeras.

Quais as diferenças entre as tecnologias Analógica, Digital, HDCVI, HDTVI, AHD, FULL HD e IP?

Analógico – Tecnologia muito difundida a partir da década de 90. O sistema funciona com a captação de ondas na sua forma original em áudio ou vídeo, que posteriormente são gravados e processados. As imagens podem ser vistas diretamente em um aparelho de TV. A transmissão do sinal de vídeo analógico requer uma estrutura de condutores com cabeamento tipo coaxial.

O padrão analógico, de áudio ou vídeo, é pouco usado nos dias de hoje. Quem tem equipamentos baseados neste padrão, não encontra mais suporte técnico para ele, uma vez que não é mais fabricado.

Digital – tecnologia que desbancou o padrão analógico e que deu inicio ao que temos hoje. os padrões de imagem e som no formato de alta definicão HD. Os quais serão apresentados no decorrer do artigo.

HDCVI – significa “High Definition Composite Vídeo Interface” (Interface Composta de Vídeo de Alta Definição). Este padrão fornece uma forma inovadora de transmitir os sinais de vídeo. Antes só possível por intermédio de cabos especiais, como os coaxiais.

Os sinais de vídeos neste formato podem ser transmitidos tanto nos cabos coaxiais como nos cabos UTP com o uso de balun. Para os sistemas de CFTV os cabos UTPs e balun traz imensas vantagens, uma vez que se permite transportar os sinais de vídeo por longas distâncias sem muita perda de qualidade da imagens.

O HDCVI é voltado para uma modulação mais residente, é pouco vulnerável à ruídos e interferências eletromagnéticas. Com este novo padrão é possível a utilização do cabeamento convencional (coaxial). Com isso, facilita muito a substituição das câmeras de segurança analógicas e digitais por câmeras no novo padrão de imagem HDCVI, desde que o DVR esteja preparado para ler o sinal de vídeo HDCVI.

HDTVI – Significa “High Definition Transport Video Interface” (Interface de Transporte de Vídeo em Alta Definição). Os formatos HDCVI e HDTVI, apresentas algumas especificidades. O formato HDTVI trabalha em uma arquitetura aberta, pode ser desenvolvido por vários fabricantes.
Especialistas indicam que o padrão HDTVI é mais estável, quando comparada ao seu concorrente direto o formato

HDCVI. E a sua captura de imagem, mesmo em situações com pouca luminosidade é melhor.
Utiliza o cabeamento tradicional, bastando a substituição dos equipamentos de gravação e o DVR. A qualidade de imagem atende aos padrões avançados da indústria – HD (720p) ou Full HD (1080p).

AHD – Significa “Analog High Definition” (Alta Definição Analógica). A terceira concorrente dessa disputa também trabalha com código aberto. A tecnologia trabalha com scan progressivo e sensor de imagem CMOS.

Câmeras AHD podem ser conectadas diretamente a um monitor, exibindo imagens com precisão. Tem mais compatibilidade com os sistemas analógicos tradicionais. Apesar de apresentar qualidade de imagem com 720 linhas de resolução.

FULL HD – A resolução da imagem é um critério importante ao se implantar um sistema de segurança por câmeras. Um número maior de resolução da imagem significa uma transmissão com qualidade melhor.
Nesse sentido, o termo Full HD (Full High Definition ou Máxima Alta Definição) está relacionado à forma como a imagem é construída: 1.920 colunas de pixels e 1.080 linhas, o que representa um número de aproximadamente 2 milhões de pontos. Isto representa uma excelente qualidade de imagem. É o padrão de imagem atual, pelo menos até o momento que este artigo foi escrito.

IP – significa “Internet Protocol” (Protocolo de Internet). Um sistema de segurança IP, trabalha com: sensor de imagem (CMOS), processador, SoC de compreensão de vídeo e chip Ethernet.

Há uma grande discussão entre o uso de gravação analógica ou IP, principalmente diante do custo benefício e qualidade de captura da imagem.

Pontos positivos
· Câmeras com mais megapixels – que podem chegar até 3 vezes mais do que as analógicas;
· Instalação e infraestrutura utilizando qualquer ponto de rede local;
· Distância das conexões é ilimitada – enquanto houver rede, o sistema funciona.

Pontos negativos
· O preço ainda é alto;
· Complexidade para a instalação do sistema, uma vez que demanda conhecimentos técnicos em rede de computadores e informática.

 

Saiba mais!  Tipos de Câmeras de Segurança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s